• Brick Engenharia

Por que houve o aumento dos preços dos materiais de construção na pandemia?



O aumento dos preços dos materiais de construção civil vem acontecendo desde o início da pandemia em 2020 e impacta a economia desde então. Com isso, muitas pessoas deixaram suas obras pela metade ou desistiram de construir. Mas você sabe o porquê desse aumento? Vem com a gente descobrir!


Por que houve o aumento dos preços dos materiais de construção civil durante a pandemia?

Durante a pandemia, muitas pessoas que estavam trabalhando de home office acabaram tendo mais motivos e razões para reformar ou construir sua casa, fazendo com que o setor da construção civil crescesse ainda mais. Além disso, com o mercado aquecido, muitos bancos acabaram colaborando com financiamentos com juros mais baixos e a facilidade de crédito. Com esse aumento, o mercado imobiliário gerou alta demanda, que não foi suprida pelas matérias-primas, gerando escassez.



Quais materiais sofreram esse aumento?

O aço e o cimento, que são os materiais de construção mais utilizados, sofreram aumento pois suas produções foram suspensas devido a pandemia. Porém, com a baixa da crise sanitária e consequentemente a volta da produção, ainda assim as empresas não conseguiram alcançar a demanda que o país necessitava, uma vez que a construção civil foi considerada como atividade essencial e a demanda pelos materiais aumentou. Desse modo, o valor desses materiais foi elevado consideravelmente.


Outros materiais que sofreram elevação em seus preços foram os fios e cabos elétricos, que tiveram um aumento de 80% desde o início de 2020, os tijolos e blocos tiveram altas de até 100% em alguns estados do país, estruturas metálicas estão 50% mais caras, assim como os tubos e conexões que somam um aumento de 40%. Portanto, o consumidor que está realizando uma obra na pandemia, terá um aumento de 25% a mais no custo final da obra por conta do custo dos materiais.


Problemas de abastecimento dos materiais de construção civil

Por conta da alta na construção civil e das produções que não suprem tal demanda, a maioria dos materiais acabou sofrendo atrasos na sua entrega, gerando um problema de abastecimento. O que antes era entregue em 48h, agora pode sofrer atrasos de até 150 dias, o que prejudica os cronogramas da obra, que acaba sendo parada. Com isso, muitos empregos acabam sendo afetados pela diminuição da rentabilidade das empresas do ramo e por isso, há uma insegurança muito grande de quem pretende investir nesse setor.


Quando os preços dos materiais irão abaixar?

Por mais que o período de quarentena tenha acabado e estejamos vivendo "normalmente", a pandemia ainda não acabou. Por mais que o cenário atual ainda seja incerto, a possibilidade dos preços retomarem o patamar pré-pandemia é baixa. Portanto, quem pretende construir ou reformar deve planejar muito bem antes de iniciar sua obra, sempre levando em consideração o aumento dos preços dos materiais e também aos prazos.


E aí, sabia de todas essas informações? Já manda esse post para aquela pessoa que está planejando construir!








7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo